Os Dez Mandamentos da Burrice

Por trás de cada mandamento, existe um princípio de bom senso, mas numa versão enlouquecida, assumindo a forma de uma falácia — a maioria é generalização. Para maximizar a burrice, devemos pensar da seguinte maneira:

1. A Trivialização: É óbvio pra mim, então não pode estar errado.

2. A Inteligência Máxima: Eu não entendi, então está errado.

3. A Culpa Coletiva: Um fez, então todos fizeram.

Corolário: Todo mundo que discorda de mim é igual.

4. O Monopólio da Iluminação: Os inteligentes pensam como o meu grupo pensa.

Corolário: Só preciso aprender com o meu grupo.

5. O Monopólio da Sinceridade: Quem é sincero concorda comigo.

6. A Teimosia Universal: Quem discorda de mim é cabeça-dura.

7. O Pragmatismo: Minha ideia dá bons resultados, então ela é certa.

Corolário: Não preciso considerar bens que minha ideia impede.

8. O Empirismo Radical: Eu nunca vi, então não existe.

Corolário: Sempre foi assim durante a minha vida, então sempre foi assim.

9. O Romantismo Épico: Eu sinto, então nada mais importa.

10. O Radicalismo: Quem não é radical como eu, está indo na direção do radicalismo oposto (não existe moderação).

O interessante dos mandamentos da burrice é que eles mostram que a burrice leva a praticar injustiças.

Rev. Gyordano M. Brasilino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s