Predestinação sem Romanos 9

1200px-Oxyrhynchus_209_(p10)[1]Predestinação é um assunto maravilhoso, cheio de mistério e de glória, como deve ser tudo aquilo que envolve o nome do Altíssimo. Como tudo o que envolve o nome do Altíssimo, perde inteiramente seu sabor, seu perfume, quando tentamos imprensá-lo em certas fórmulas, como se tudo fosse inteiramente compreensível, aceitável. Como se tudo fosse inteiramente burguês. As fórmulas são ótimas, atendem a certas necessidades nossas, necessidades de comunicação, de sistema, de identidade grupal, de fé e de busca para a verdade, mas elas nunca, jamais esgotam quem Deus é. Se verdadeiras, elas sempre nos abrem para a imensidão da Sabedoria Divina, que contemplamos em silêncio estupefato. Continue lendo “Predestinação sem Romanos 9”

Graça resistível e irresistível

old-man-in-prayer-exlrg

A graça é resistível ou irresistível? Talvez essa não seja a melhor linguagem, a mais adequada. Ela parece indicar uma luta da graça contra nós, uma oposição ao ser humano, como se a liberdade divina anulasse a nossa, um invasor a ser resistido, quando na realidade a graça cumpre em nós nosso chamado mais íntimo, nossa vocação mais profunda, o propósito mesmo de nossa existência — ela opera em nosso favor, não contra nós. Ainda assim, é uma linguagem justificável, pois o Espírito Santo age certamente contra a pior parte de nós mesmo, combatendo a carne (Gl. 5:17). O ser humano trabalha contra si mesmo. Falar em graça irresistível é sinalizar que a onipotência divina também está em jogo quando falamos sobre salvação. Continue lendo “Graça resistível e irresistível”

A Doutrina Anglicana da Predestinação

BCP

Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Filipenses 4:5a

A teologia anglicana recebeu diversas influências dos pais da Igreja, dos escolásticos e medievais, das reformas luterana e calvinista. O cultivo dessa teologia se deu como via média entre a pressão do radicalismo puritano e o tradicionalismo romano. Como via média, seu papel não foi o de produzir nenhuma nova doutrina — nenhuma doutrina é propriedade anglicana! —, mas reconciliar os extremos através de um culto comum, reconhecendo a intimidade entre nossa fé e nossa adoração. A batalha teológica anglicana sempre foi pela fé orada, não apenas pela fé professada. Continue lendo “A Doutrina Anglicana da Predestinação”