Exorcismos, Juramentos e Maldições

Brooklyn_Museum_-_The_Two_Men_Possessed_with_Devils_(Les_deux_démoniaques)_-_James_Tissot[1]

Deus nos confiou a oração como para nos ceder a “dignidade da causalidade”, escreveu Pascal. Ele nos permitiu, em certos momentos, ser agentes de Sua Providência, de maneira a fazer através de nós aquilo que Ele poderia fazer sem nós, como que nos honrando por pura bondade. Deus não quis condenar Abimeleque, que tinha um coração sincero, mas só agiu em seu benefício depois da intercessão de Abraão: “ele é profeta e intercederá por ti” (Gn. 20:7). Deus desejou honrar a oração de Abraão, o mesmo que Ele faz através de nós sempre. Continue lendo “Exorcismos, Juramentos e Maldições”