A Cruz é mesmo o pagamento do pecado?

Minha publicação (6)

Em alguns textos do Novo Testamento, aprendemos que os nossos pecados podem ser tratados e chamados como dívidas. Essa metáfora não existe no Antigo Testamento, que trata o pecado mais como fardo (a ser carregado) ou doença (a ser curada). Uma dívida pode ser perdoada ou paga, linguagem que acaba sendo transferida para o modo como lidamos com o próprio pecado. Continue lendo “A Cruz é mesmo o pagamento do pecado?”

Israel e a Igreja

Ernst-Zimmerman-Christ-and-the-pharisees-525w[1]

Um dos problemas centrais no Novo Testamento é a relação entre a Igreja e Israel, entre o povo de Deus no Antigo Testamento e o povo de Deus no Novo. Não é só uma curiosidade escatológica ou eclesiológica; é uma questão eminentemente prática, uma das preocupações fundamentais de textos dos Atos dos Apóstolos e das Cartas Paulinas. A solução desse problema conferiu aos gentios, através da revelação divina, um assento no povo de Deus igual ao dos primeiros convertidos judeus.

Continue lendo “Israel e a Igreja”

A Cruz e o Tabu

Seeds-2

“Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns.”
(1 Coríntios 9:22b)

A parábola da casa edificada sobre a rocha (Mt. 7:24-27) está entre as mais conhecidas. É uma metáfora estendida: a verdadeira obediência à palavra de Jesus assemelha-se à casa edificada sobre a rocha, que resiste ao tempo mau, ao passo que a casa edificada sobre a areia não resiste. A firmeza depende do solo. É uma lição de fé e ao mesmo tempo uma lição de sabedoria. Continue lendo “A Cruz e o Tabu”